10 de setembro de 2008

5 RAZÕES PARA UM HOMEM NÃO CASAR

1- Você é um "mendigo sexual" e está desesperado. Já passou dos 25 anos e ainda é virgem. E de repente, aparece uma mulher pra tirar o seu atraso. Milagres acontecem. Uma doida inexplicavelmente foi com a sua cara e cismou que te ama. Quis transar contigo, sem que você tivesse que pagar por isso.

Não caia na besteira de se prender pela cabeça de baixo. Não se case com uma mulher só porque ela tem um bundão e sabe fazer aquelas coisas gostosas que você só conhecia pelas revistinhas. Paixão acaba em menos de 3 anos, o tesão vai embora. A mulher engorda, vira uma sapa e você se enjoa dela. Se não houver algo mais profundo entre os dois, algo parecido com o que chamam de amor, se não houver companheirismo, cumplicidade, amizade, identificação, vontade de estar junto, o sexo não vai tapar esse buraco por muito tempo.

Melhor você ir ali na zona de dez reais e desafogar suas frustrações com a Dona Creuza. Sai bem mais em conta. Ou continuar quebrando o galho com as revistinhas e esperar mais um pouco.

2- Você está levando um namoro em banho-maria há cinco anos e não sabe como terminar. Resolveu noivar apenas para calar a boca da mãe dela que te detesta. E para ganhar tempo. A verdade, meu amigo, é que ela já deu pra você tudo aquilo que você queria. Centenas de vezes. A relação de vocês entrou numa mesmice, num beco sem saída. Vocês já não estão mais apaixonados. Vocês não têm filhos, não há mais novidade, admiração. Vão aos mesmos lugares, fazem as mesmas coisas. Não resta mais nada, só a vontade de cair fora, bater asas pra longe e se ver livre de um compromisso que se tornou uma grande mentira.

3- Você não tem onde cair morto. Não tem uma profissão, e nem qualquer perspectiva em relação ao seu futuro financeiro. Parou de estudar no 2° grau e não prosseguiu nos estudos. Não fez um curso técnico, faculdade. Você não sabe fazer nada. Detesta lidar com pessoas, não sabe ganhar dinheiro, não gosta de trabalhar. Não consegue se manter em emprego nenhum. Você é incompetente demais. Distraído, lento, burro. Trapalhão. Principalmente, você não sabe o que quer da sua vida. Você não se encontrou.

Por mais que esteja apaixonado, não se iluda. Resolva essa questão bem resolvida, antes de pensar em meter uma aliança no dedo. Empreguinho de salário mínimo não vai resolver o seu problema. Logo ela engravida e os dois vão estar no maior perrengue. O que era pra ser um lar doce lar vira um inferno. Amor não enche barriga e não paga as contas.

4 - Você é extremamente individualista. Você venceu na carreira. É um profissional reconhecido e bem-sucedido, conquistou a sua independência financeira, mas é orgulhoso e arrogante. Odeia receber ordens, odeia ter que dar satisfação da sua vida. Não suporta que te questionem, ou que abram as suas gavetas, ou vasculhem o seu computador. À noite você sai de carro e arrasta uma desconhecida bêbada para o seu apartamento. Quando te dá na telha, você pega a estrada e vai pular uma micareta lá na p*ta que pariu. O seu lugar é na balada, e seu instinto é de predador e o que te move é a conquista; você não ama ninguém. Nem sabe por que está casando. Talvez por estar envelhecendo e achar que precisa dar uma satisfação à sociedade, ou à sua família, ou aos seus amigos.

5 - Você acha que o dinheiro vai pagar a sua liberdade. Que basta mobiliar uma casa, colocar uma mulher lá dentro, pagar empregada, babá, cozinheira, lavadeira, etc. Então você se casa. E no dia seguinte acha que pode deixar a mulher vendo televisão, pegar o seu carro e voltar para a sua vida de sempre. Sair para ver o jogo no telão do boteco da esquina, chegar de madrugada, bêbado. Eventualmente, você pega uma mulherzinha por aí, que ninguém é de ferro. Sua esposa e você passam dias sem conversar. Para compensar, você deixa ela estourar o cartão com jóias, roupas. Se ela te reclama atenção, você acha que ela quer sexo. Dá umas bimbalhadas de qualquer maneira, vira pro canto e ronca.

Ela viaja sem avisar quando volta, e você sente até um alívio. Ela não dá um telefonema. Depois de duas semanas, volta com uma cara de quem aprontou e você finge que não percebe. Então ela te arruma um filho, e no fundo você nem tem certeza de que é seu. Deixa para a avó cuidar. Nunca troca uma fralda, nunca passa uma tarde brincando com ele. Enche o pobrezinho de presentes caros e acha que está tudo certo.

Se você, leitor, se enquadra em uma dessas situações, você não está pronto para se casar. Não está pronto para ceder, dividir, para cumprir com a sua cota de responsabilidade e sacrifício em uma relação. Continue solteiro. Garanto que não se arrependerá.